Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo : Crenças, Doutrinas e História
Seja Bem-Vindo Testemunhas de Jeová - Ex Testemunhas de Jeová. Clique aqui e cadastre-se para participar


Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Debates e discussões acerca das crenças, doutrinas e a história das Testemunhas de Jeová.

Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor Dulcineia Mancha em 26 Fev 2011 03:20

É gente os historiadores comprovam que Lutero foi antisemita, como poderão analisar no texto abaixo que tirei da Wikipédia.
Me desculpem os protestantes históricos e outros. Mas conheço tanto protestantes e as TJs, nem se fala, que vivem criticando erros de pessoas destacadas em outras religiões, quando vi este assunto levei um susto. Afinal, o home pegava pesado com Os Judeus do seu tempo. Esse negócio de intolerância religiosa e racial, não é do Bem, e também não provém de Deus, em nenhuma hipótese. Bem, daí pode-se tirar muitas conclusões. O que voces acham. Meu amigo Jerry, grande historiador do Forum, o que me diz. Segue então:

Controvérsias envolvendo Martinho Lutero (Fonte Wikipédia)
Anti-semitismo
Texto anti-semita de Martinho Lutero:Sobre os judeus e suas mentiras (1543) Martinho Lutero foi anti-semita:[50][51][52]
"A Alemanha deve ficar livre de judeus, aos quais após serem expulsos, devem ser despojados de todo dinheiro e jóias, prata e ouro, e que fossem incendiadas suassinagogas e escolas, suas casas derrubadas e destruídas (…), postos sob um telheiro ou estábulo como os ciganos (…), na miséria e no cativeiro assim que estes vermes venenosos se lamentassem de nós e se queixassem incessantemente a Deus". – "Sobre os judeus e suas mentiras" de Martinho Lutero.[53][54][55][56]
O historiador Robert Michael escreve que Lutero estava preocupado com a questão judaica toda a sua vida, apesar de dedicar apenas uma pequena parte de seu trabalho para ela.[57][58][59] Seus principais trabalhos sobre os judeus são Von den Juden und Ihren lügen ("Sobre os judeus e suas mentiras"), e Vom Schem Hamphoras und vom Geschlecht Christi ("Em Nome da Santa linhagem de Cristo") - reimpressas cinco vezes dentro de sua vida - ambas escritas em 1543, três anos antes de sua morte.[59] Nesses trabalhos Lutero afirmou que os judeus já não eram o povo eleito, mas o "povo do diabo".[59] A sinagoga era como "uma prostituta incorrigível e uma devassa maléfica" e os judeus estavam "cheios das fezes do demónio,... nas quais se rebolam como porcos"[58] Lutero aconselhou as pessoas à incendiarem às sinagogas, destruindo os livros judaicos, proibir os rabinos de pregar, e apreender os bens e dinheiro dos Judeus e também expulsá-los ou fazê-los trabalhar forçosamente.[56] Lutero também parecia aconselhar seus assassinatos,[60] escrevendo "É nossa a culpa em não matar eles."[61]
A campanha contra os judeus de Lutero foi bem sucedida na Saxónia, Brandenburg, e Silésia. Josel de Rosheim (1480-1554), que tentou ajudar os judeus na Saxónia, escreveu em seu livro de memórias a situação de intolerância foi causada por "(…) esse sacerdote cujo nome é Martinho Lutero - (…) seu corpo e alma vinculada até no inferno!! - que escreveu e publicou muitos livros heréticos no qual disse que quem ajudasse judeus seriam condenados à perdição."[62] Josel teria pedido a cidade de Estrasburgo para proibir a venda das obras antijudaicas de Lutero; porém seu pedido foi-lhe negado quando um pastor luterano de Hochfelden argumentou em um sermão que os seus paroquianos deviam assassinar judeus. O anti-semitismo de Lutero persistiu após a sua morte, ao longo de todo o ano 1580, motins expulsaram judeus de vários estados luteranos alemães.[59][63]
A opinião predominante[64] entre os historiadores é que a sua retórica antijudaica contribuiu significativamente para o desenvolvimento do anti-semitismo na Alemanha,[65][66][67][68][69] e na década de 1930 e 1940 auxiliou na fundamentação do ideal do nazismo de ataques a judeus.[70] O próprio Adolf Hitler em sua autobiografia Mein Kampf considerou Lutero uma das três maiores figuras da Alemanha, juntamente com Frederico, o Grande, e Richard Wagner.[71] Em 5 de outubro de 1933, o Pastor Wilhelm Rehm de Reutlingen, declarou publicamente, que "Hitler não teria sido possível, sem Martinho Lutero".[72] Julius Streicher, o editor do jornal Nazista Der Stürmer, argumentou durante sua defesa no julgamento de Nuremberg "que nunca havia dito nada sobre os judeus que Martinho Lutero não tivesse dito 400 anos antes".[73]Em novembro de 1933, uma manifestação protestante que reuniu um recorde de 20.000 pessoas, aprovou três resoluções:[74]
 Adolf Hitler é a conclusão da Reforma;[74]
 Judeus Batizados devem ser retirados da Igreja;[74]
 O Antigo Testamento deve ser excluído da Sagrada Escritura.[74]
Diversos historiadores (entre os quais se destacam William L. Shirer e Michael H. Hart[75]) sugerem que a influência de Lutero tenha auxiliado a aceitação do nazismo na Alemanha pelos protestantes no século XX. Shirer fez a seguinte observação em Ascensão e queda do Terceiro Reich:
"É difícil compreender a conduta da maioria dos protestantes nos primeiros anos do nazismo, salvo se estivermos prevenidos de dois fatos: sua história e a influência de Martinho Lutero (para evitar qualquer confusão, devo explicar aqui que o autor é protestante). O grande fundador do protestantismo não foi só anti-semita apaixonado como feroz defensor da obediência absoluta à autoridade política. Desejava a Alemanha livre de judeus (…) – conselho que foi literalmente seguido quatro séculos mais tarde por Hitler, Göring e Himmler.[54]
"Considero a curiosidade uma virtude moral” (Amós Oz, Escritor Hebreu - programa Roda Viva-TV Cultura, 02/01/2012
Avatar de usuário
Dulcineia Mancha
Forista
Forista
 
Mensagens: 1049
Data de registro: 01 Nov 2009 06:14
Localização: SP-SUL

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor JOSÉ FACCIOLI JR em 26 Fev 2011 05:29

Os Judeus sempre foram vítimas de alguma coisa, no VT foram vítimas de um controlador que se intitulava deus que se dava o nome divino de Jeová que creio que era um alienígena, igual do filme STARGATE.
Nos dias da santa inquisição da época infâme da intolerância religiosa, assim como a palavra tortura surgiu do nome do famoso torturador cujo nome era Torquemeda, quando nos referimos a uma pessoa que está sofrendo uma injustiça dizemos 'judiação', essa palavra, judiação, vem do termo Judeu, da época em que eram caçados e torturados. Palavras que ficaram, mas memória mesmo dos trágicos incidentes envolvendo não somente Judeus, mas também ciganos, não se guardou, tanto que se repetiu no período nazi-facista.
"Quando nós adotamos cegamente uma religião, um sistema político, um dogma literário, nós nos tornamos autômatos, paramos de crescer" - Anaïs Nin (1914-1977)

http://yosefbenyosef.blogspot.com/
http://religiaosobescrutinio.blogspot.com/
Avatar de usuário
JOSÉ FACCIOLI JR
Forista
Forista
 
Mensagens: 3142
Data de registro: 01 Nov 2008 22:00

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor Pássaro em 26 Fev 2011 08:25

O problema do povo da época em relação aos judeus era grana! Enquanto a galera gastava grana na esbórnia os judeus economizavam e foram se tornando cada vez mais ricos!
O barco da torre tá afundando?
Avatar de usuário
Pássaro
Forista
Forista
 
Mensagens: 10059
Data de registro: 01 Nov 2008 07:45
Localização: bahia

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor jpsouzamatos em 26 Fev 2011 13:21

O livro Sobre os judeus e suas mentiras e suas mentiras é um clássico do antisemitismo cristão que influenciou não só o nazismo, mas influencia antisemitismo evangélico até hoje.
Clique para: Ver
Avatar de usuário
jpsouzamatos
Forista
Forista
 
Mensagens: 2027
Data de registro: 04 Jan 2011 22:14
Localidade: Não quero responder

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor Diego Rutherford em 26 Fev 2011 14:51

Lutero pode até ter sido anti-semita, no entanto no seio da Igreja protestante e evangélica hoje, aumenta a tendência sionista de uma forma muito impressionante.

Na realidade a preocupação de algumas autoridades do clero evangélico hoje, é justamente essas correntes judaico-messiânicas que vem ganhando muito território no meio das denominações, não agora por motivos políticos, mas sim uma certa preocupação de desvio doutrinário, na qual se desenha uma judaização da Igreja.

A Obra Missionária Chamada da Meia Noite é um exemplo:

http://www.chamada.com.br/

http://www.beth-shalom.com.br/
Imagem
"Todos somos igualmente sacerdotes!" (Martinho Lutero)

Tem texto novo no meu blog:
http://proclamadordaliberdade.blogspot.com/
Avatar de usuário
Diego Rutherford
Forista
Forista
 
Mensagens: 3031
Data de registro: 03 Nov 2008 08:17
Localização: Duque de Caxias - RJ

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor André Felix em 26 Fev 2011 15:33

Ele foi antissemita numa época em que era absolutamente normal ser um antissemita.

Mesmo sendo uma atitude condenável a crítica não deve ser dirigida unicamente a ele mas ao cristianismo de um modo geral. Principalmente após a Segunda Guerra mundial muitos passaram a achar que o antissemitismo foi inventado pelos nazistas. Nada mais falso! Ele sempre esteve presente durante toda a história da sociedade cristã. Não que todos os cristãos sempre tenham sido antissemitas. Da mesma forma como muitos cristãos foram anti-escravocratas, contrariando durante muito tempo o pensamento majoritário, muitos também condenaram o antissemitismo cristão.

O abrandamento e o abandono da promoção desses preconceitos ocorreram não porque o cristianismo seja uma religião "bacana". Na medida em que a sociedade foi mudando, em grande parte empurrada por pensadores humanistas e liberais, os crentes se viram obrigados a mudar também.
O pensamento é o ensaio da ação.
Sigmund Freud
André Felix
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 3912
Data de registro: 01 Nov 2008 08:42

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor jpsouzamatos em 26 Fev 2011 15:41

André Felix escreveu:Ele foi antissemita numa época em que era absolutamente normal ser um antissemita.

Mesmo sendo uma atitude condenável a crítica não deve ser dirigida unicamente a ele mas ao cristianismo de um modo geral. Principalmente após a Segunda Guerra mundial muitos passaram a achar que o antissemitismo foi inventado pelos nazistas. Nada mais falso! Ele sempre esteve presente durante toda a história da sociedade cristã. Não que todos os cristãos sempre tenham sido antissemitas. Da mesma forma como muitos cristãos foram anti-escravocratas, contrariando durante muito tempo o pensamento majoritário, muitos também condenaram o antissemitismo cristão.

O abrandamento e o abandono da promoção desses preconceitos ocorreram não porque o cristianismo seja uma religião "bacana". Na medida em que a sociedade foi mudando, em grande parte empurrada por pensadores humanistas e liberais, os crentes se viram obrigados a mudar também.


Excelente explanação d:4
Clique para: Ver
Avatar de usuário
jpsouzamatos
Forista
Forista
 
Mensagens: 2027
Data de registro: 04 Jan 2011 22:14
Localidade: Não quero responder

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor reggisilva em 27 Fev 2011 01:26

Também concordo que os judeus tem sido históricamente perseguidos, sendo o interesse pelas suas riquesas acumuladas, a principal motivação dos perseguidores. No entendo, vislumbro um contra-senso dos Judeus, sendo eles um povo tão históricamente perseguido, na procrastinação absurda da tomada de uma ação realmente efetiva em pról da pacificação da Palestina. Justo eles que são os militarmente mais equipados.
Avatar de usuário
reggisilva
Forista
Forista
 
Mensagens: 201
Data de registro: 24 Nov 2010 23:42
Localização: Rio de Janeiro

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor Dulcineia Mancha em 28 Fev 2011 16:45

Yosef Ben Yosef escreveu:Os Judeus sempre foram vítimas de alguma coisa, no VT foram vítimas de um controlador que se intitulava deus que se dava o nome divino de Jeová que creio que era um alienígena, igual do filme STARGATE.
Nos dias da santa inquisição da época infâme da intolerância religiosa, assim como a palavra tortura surgiu do nome do famoso torturador cujo nome era Torquemeda, quando nos referimos a uma pessoa que está sofrendo uma injustiça dizemos 'judiação', essa palavra, judiação, vem do termo Judeu, da época em que eram caçados e torturados. Palavras que ficaram, mas memória mesmo dos trágicos incidentes envolvendo não somente Judeus, mas também ciganos, não se guardou, tanto que se repetiu no período nazi-facista.


E vejo que o tal fundador do protestantismo ainda inclui os ciganos que voce mencionou Yosef, logo na primeira citação dele no texto do tópico.
E querido André, só pelo fato da Igreja Católica ser antisemita, não justifica os demais serem, além do mais que no meu humilde entendimento, o Sr. Lutero, esta discordando nas suas famosas 95 teses, exatamente da Igreja, em coisas que na época também eram consideradas "normais"por muitos. Paa quem tinha uma postura de renovação, eu entendo que ele pisou muito feio na bola. Desculpem.
Agora, claro que Graças a Deus, as Igrejas evangélicas Brasileiras, não seguem esta idéia antisemita do Lutero, pelo contrário,
E digo, achei interessante este assunto da Obra Missionária "Chamada da meia Noite". Pelo que já andei pesquisando na Net, parace que tem mesmo algumas novas denominações, que na verdade seriam protestantes e estão como que trazendo um Messianismo "Judaico". Vi na net a Congregação da Nova Aliança, se não me engano é este o nome.
E sem dúvida concordo com os comentário que é inegável, que o Judeus foram perseguidos muitas vezes, ou na maioria por suas riquezas. O povo da Inquisição por exemplo era louco para matar judeu e ficar com suas casas, jóias, por ái vai.
E também concor com o comentário quanto aos Palestinos. é a mairo mancada do Governo de Israel, não ter ainda entrado em entendimento para criar o Estado Palestino.
Haja visto o Wikileaks, parace que é culpara para variar da corrupção dos líderes dos sois lados. Muito triste. Mas, ainda bem que existe Wikileaks para mostrar estas coisas, inclusive os "segredos da Torre", como vimos aqui nos tópicos do Polter.
E viva o Julian Assange.que logicamente está sendo perseguido de tudo que é jeito pelos poderosos das Grandes e pequenas Potencias. :2 :2 :2
"Considero a curiosidade uma virtude moral” (Amós Oz, Escritor Hebreu - programa Roda Viva-TV Cultura, 02/01/2012
Avatar de usuário
Dulcineia Mancha
Forista
Forista
 
Mensagens: 1049
Data de registro: 01 Nov 2009 06:14
Localização: SP-SUL

Re: Lutero foi antisemita suas ideias embasaram o Nazismo

Nova mensagempor Ben em 28 Fev 2011 16:56

O tal Lutero apenas copiou o que os pais da Igreja - Justiniano, Crisóstomo, Irineu, Agostinho, Inácio, Orígenes - formularam -> O antisemitismo.
"A quantidade de alimentos necessária para cada ser humano é aquela que cabe na concavidade de suas mãos unidas" - Buda
Avatar de usuário
Ben
Desativado a pedido do usuário
 
Mensagens: 4248
Data de registro: 17 Nov 2008 12:05

Próximo

Retornar para Crenças, Doutrinas e História

Quem está online

Usuários vendo este fórum: le, pcesarthebest e 61 visitantes