Página 8 de 10

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 00:41
por Marujo
Parabéns Paulo C.M. pela sua exposição.

Você resumiu de maneira isenta e abrangente o sentimento de muitos aqui.

Inclusive demonstrando que a "liberdade de expressão" é muito mais livre para uns do que para outros. Se alguns ateus aqui, que insistem em debochar da "fé" (seja ela qual for) fossem tratados com os mesmos critérios que os teístas já teriam sido excluidos.

Se todos aqui fossem se pautar pela constituição do país sobre discriminação e racismo, por exemplo, todos seriamos condenados e não apenas quem critica o candomblé e portanto deveríamos desativar o forum e começar tudo de novo, pois todos em algum momento infringimos as regras de boa convivencia, respeito e tolerancia.

Que se cumpram as regras deste forum a todos sem excessão, inclusive aos moderadores e administradores, quando estes se acharem acima da norma.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 03:13
por Abenildo
Paulo C.M. muito oportuna e importante sua colocação! Merece a atenção de todos que gostam dessa casa e principalmente de nós, que tentamos administrar e moderar, na intenção que obtenhamos êxito, junto com todos os foristas em atingir os objetivos do fórum. Críticas construtivas como as que você esboçou sempre serão bem vindas. Desta forma, já lhe agradeço por ter a oportunidade de tocar nesses assuntos tão pertinentes à nossa causa.
Conforme você mesmo citou minhas palavras:
"O fórum, além de atacar a Torre, tem como compromisso ajudar a todos aqueles que dela foram vítimas".

Esse objetivo não é simples de ser alcançado. Especialmente se considerarmos a amplitude do mal que as doutrinas da Torre são capazes de fazer em seus membros. A doutrinas defendidas pela Torre castram o livre pensar de seus membros, por exemplo. O que para mim é o seu pior dano robotiza, massifica a forma de pensar. Como ela é extremamente rígida em dizer que "o mundo inteiro jaz no poder do iníquo", condenando tudo que é estranho ao que ela convenciona ser "do Reino", forma pessoas com uma visão extremamente depreciativa de tudo o que existe fora de "seus muros". O conhecimento sobre ciências, artes, política, história, religião ficam tolhidos ao que ela diz. Esse conhecimento, tão negado e demonizado pela Torre, tem de ser acessível a quem dela se liberta.
Vamos falar de um evento recente, as eleições para presidente em nos país. De início, até por respeito a então vigente legislação eleitoral, fui contra ao "debate eleitoral" no fórum. Entretanto a lei mudou, os meios noticiosos podiam até fazer piada dos candidatos, achei importante que o tema fosse debatido abertamente por aqui. A razão é simples, Tj que é Tj não entende nada de política, ele entende política como arma de Satanás. Quem se liberta, tem de entrar em contato com esse mundo, para se informar, para se politizar. Assim o debate político, não foge aos objetivos do fórum, pelo contrário, os buscam.
Assim acontece com os mais variados assuntos que vemos serem abordados aqui. É necessário que todos tenham acesso a informações de culturas, credos, descredos, em fim, a tudo que a Torre demonizou para manter cativas as mentes que agora começam a se libertar. Nós não devemos, nem podemos fazer o contrário. Aqui "deslobotizamos", fazemos as mentes pensarem, analisarem, tomarem posições. Libertamos!
Entramos porém num grande dilema que você expôs. Qual é o limite entre proselitismo e a informação? Qual é o limite entre preconceito e a crítica? O que é, como se manifesta o preconceito e como ele deve ser combatido? Não são respostas simples, requer estudo, debate, e o melhor, nosso crescimento intelectual e pessoal.
Os casos de banimento referidos pelo amigo, também demonstra nossa busca para alcançar esse equilíbrio. O caso do meu grande Diego Ruther, já foi tão bem resolvido, esclarecido que hoje nem lembrado é. Portanto, ele se quiser falar a respeito, tem total liberdade para tanto, já que é um dos melhores em quantidade e qualidade em posts e tópicos, como o "Comunhão e Reflexão Cristã", que sempre está em destaque em nossa primeira página. Com o Artur, foi diferente. O Artur conseguiu irritar coisa de 90% dos foristas por só postar cópias de textos, sem argumentação, e na clara intenção de fazer com que os outros dissessem amém para tudo que ele copiava, se não, as portas do inferno se abririam. Foi advertido diversas vezes, foi suspenso, voltou pior, até que nós não tivemos alternativas e para saúde mental do fórum, o desativamos.
O questionar a crença, o debater, a troca de idéias e até mesmo a crítica, não ferem nossos objetivos. É salutar! Entretanto, espera-se de quem critica que se exponha o motivo pelo qual a crítica é proferida, se espera argumentos, e não velho: "Não gosto, por isso não quero saber e mesmo assim meto o pau". Isso é preconceito.
Como falei recentemente, triste é a pessoa que acha que o mundo se limita em sua ótica e acredita que o que for estranho a esta seja condenado.
só mais um detalhe, nós já fomos forçados a banir um forista ateu por seu postura discriminatória.
No mais, estamos nesse exato momento, discutindo esse assunto na moderação e estamos preparando um tópico que trata desses detalhes importantes. Gostaria de informar que ninguém está acima de nenhum termo de uso, eu mesmo já levei meus "puxões de orelha".
Um grande abraço a todos.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 07:27
por JOSÉ FACCIOLI JR
O fórum é democrático e ponto final.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 08:51
por Fox Mulder
Yosef Ben Yosef escreveu:O fórum é democrático e ponto final.


"Democracia é o governo no qual o poder e a responsabilidade cívica são exercidos por todos os cidadãos, diretamente ou através dos seus representantes livremente eleitos.

Democracia é um conjunto de princípios e práticas que protegem a liberdade humana; é a institucionalização da liberdade. (O grifo é meu)

A democracia baseia-se nos princípios do governo da maioria associados aos direitos individuais e das minorias. Todas as democracias, embora respeitem a vontade da maioria, protegem escrupulosamente os direitos fundamentais dos indivíduos e das minorias. (O grifo é meu)

As democracias entendem que uma das suas principais funções é proteger direitos humanos fundamentais como a liberdade de expressão e de religião; o direito a proteção legal igual; e a oportunidade de organizar e participar plenamente na vida política, econômica e cultural da sociedade. (O grifo é meu)

As sociedades democráticas estão empenhadas nos valores da tolerância, da cooperação e do compromisso. As democracias reconhecem que chegar a um consenso requer compromisso e que isto nem sempre é realizável. Nas palavras de Mahatma Gandhi, “a intolerância é em si uma forma de violência e um obstáculo ao desenvolvimento do verdadeiro espírito democrático." (O grifo é meu)

Fonte: http://www.embaixadaamericana.org.br/democracia/what.htm

É exatamente isso o que está sendo discutido neste tópico, meu caro. Como grifado no texto citado, a democracia garante a liberdade humana, protege os direitos humanos fundamentais como a liberdade de expressão e de religião e promove os valores de tolerância, cooperação e do compromisso entre seus membros. Como bem citado pelo Abenildo, os limites entre proselitismo e informação e entre o preconceito e a crítica devem estar bem definidos. Sei que existem membros do Forum praticantes do espiritismo. O que deve ser analisado é: seu eu demonstrar argumentos e provas científicas que corroborem para provar a não existência de uma alma imortal, por exemplo, estaria implicitamente defendendo a tese de que a doutrina espírita está errada ou não possui seu valor, visto que, sem uma alma ou espírito, conceitos como vida após a morte e reencarnação não teriam fundamentação. Entretanto, até que ponto o simples fato de eu citar estas evidências, contribuiria para que eu estivesse infringindo a liberdade de religião de um praticante do espiritismo? Até que ponto eu estaria sendo intolerante? Seria isso considerado proselitismo e uma apologia à não-crença no espiritismo? Estaria eu sendo preconceituoso? Atacaria, mesmo que indiretamente o praticante da crença, ao invés da crença em si? Estaria eu desprotegendo os direitos dos indivíduos e, principalmente das minorias, neste caso os praticantes da doutrina espírita, que devem ser garantidos em uma sociedade democrática?

O que não devemos nunca é confundir liberdade com libertinagem, que é o uso da liberdade sem o bom senso. O mesmo se aplica à liberdade de expresão.

Troquem o exemplo do espiritismo por qualquer outra doutrina teísta ou ateísta e que cada um tire suas próprias conclusões.

E, em tempo, eu me considero agnóstico.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 10:42
por Fox Mulder
Apenas um adendo para auxiliar aos administradores, moderadores e demais membros do Forum a respeito da definição de proselitismo. Segundo o dicionário Aurélio, proselitismo é a "atividade diligente em fazer prosélitos", sendo que, segundo a mesma fonte, prosélito é o "indivíduo convertido a uma doutrina, idéia ou sistema". De forma resumida, podemos dizer que proselitismo é tentar converter outro indivíduo à nossa mesma doutrina ou idéia. Assim sendo, discutir crenças e conceito teístas e ateístas não poderia ser considerado proselitismo, desde que o objetivo seja o de discussão e informação, e que não haja tendência de nenhuma das partes envolvidas na discussão de vender a idéia de que sua opinião ou crença é superior ou invalida a crença do outro, tentando assim conduzi-lo a mudar de idéia e converter-se a uma nova doutrina ou idéia.

Desta forma, pegando como exemplo até mesmo as Testemunhas de Jeová, as mesmas praticam o proselitismo, pois consideram-se a única religião verdadeira e trabalham assiduamente em fazer novos prosélitos, ou membros, por fazê-los adotar uma nova doutrina ou idéia. Sendo que, o contrário também seria verdadeiro. Discutirmos e apontarmos aqui no Forum falhas nas doutrinas das Testemunhas de Jeová é uma coisa válida e salutar. Agora tentar obrigar a alguém, seja membro do Forum ou não, que é Testemunha de Jeová a aceitar a idéia de que a única opção correta e inteligente é deixar de sê-lo, da mesma maneira estaríamos praticando proselitismo, pois estaríamos tentando converter o indivíduo a uma nova doutrina ou idéia. A decisão é pessoal, e o mesmo deverá tomá-la de acordo com as informação que obteu a respeito de suas crenças. Caso o mesmo decida ainda permanecer dentro da organização religiosa Testemunhas de Jeová, sua decisão deverá ser respeitada. Chamá-lo de mentalmente pouco desenvolvido, ou de mente fechada por continuar a ser Testemunha de Jeová, seria, indiretamente, proselitismo e também preconceito. Cada um sabe o que é o melhor para si e existem pessoas que se sentem bem e felizes por serem Testemunhas de Jeová.

Fazendo um paralelo entre a discussão teístas x ateístas, discutir estas duas linhas de pensamento é válido e salutar. Tentar convencer o outro a mudar de crença ou doutrina, é proselitismo, como pode ser observado neste simples comentários dos foristas jpsouzamatos e Odin:

jpsouzamatos escreveu:Isso se o crente for uma pessoa de mente fechada :ruim7: :iergh7: pois se ele for uma pessoa de mente aberta ele perde a fé m:1 d:8 d:7 d:5 :5 :2 :8 :10 :home3: .


Odin escreveu:Isso demonstra a EVOLUÇÃO dos usuários, antes eram torturados mentalmente pela torre, más abriram os olhos e viram todas as mentiras que a Torre esconde. Depois se viram (alguns) torturados por deus, então abriram os olhos e viram toda a contradição que deus esconde.


Indiretamente, estas postagens induzem aos leitores teístas a crerem que a única opção correta e inteligente é tornar-se ateu. O que não é verdade.

O contrário também é verdadeiro; quando um teísta tenta convencer ao outro que a única opção correta e inteligente é tornar-se teísta (independente da doutrina), o mesmo também está patricando proselitismo, conforme pode ser observado neste simples comentário do forista Victor Rito:

Victor Rito escreveu:Se realmente "muitos aqui se libertaram das amarras da Torre ao se libertarem das amarras da Bíblia e de Jeová", então o afastamento foi em primeiro lugar de Jeová Deus.


Indiretamente, esta postagem induz aos leitores ateístas a crerem que a única opção correta e inteligente é tornar-se teísta (neste caso cristão). O que não é verdade.

Como já disse anteriormente, cada um sabe o que é o melhor para si e existem pessoas que se sentem bem e felizes por serem teístas. Assim como existem pessoas que se sentem bem e felizes por serem ateístas.

O resumo da ópera é: teístas e ateístas, discutir pontos de vista e linhas de pensamento diferentes é saudável e salutar. Induzir ao outro a tentar mudar de crença é proselitismo. Rotular o outro de mentalmente pouco desenvolvido, de mente fechada ou desprovido de inteligência por não aceitar as nossas idéias e pontos de vista já beira o preconceito. E isso aplica-se aos dois lados.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 30 Mar 2011 12:27
por Marujo
A convivencia comunitária e democrática é um aprendizado de longo prazo, com desafios às vezes dificilimos de serem transpostos, mas ler esta sua posição me deixa seguro de que estamos no caminho e que todos estamos crescendo como cidadãos e livres-pensadores, sua postura e dos demais membros da administração e moderação demonstra que estamos no caminho certo.

Abenildo escreveu:No mais, estamos nesse exato momento, discutindo esse assunto na moderação e estamos preparando um tópico que trata desses detalhes importantes. Gostaria de informar que ninguém está acima de nenhum termo de uso, eu mesmo já levei meus "puxões de orelha".
Um grande abraço a todos.


Fox Mulder escreveu:Como bem citado pelo Abenildo, os limites entre proselitismo e informação e entre o preconceito e a crítica devem estar bem definidos. Sei que existem membros do Forum praticantes do espiritismo. O que deve ser analisado é: seu eu demonstrar argumentos e provas científicas que corroborem para provar a não existência de uma alma imortal, por exemplo, estaria implicitamente defendendo a tese de que a doutrina espírita está errada ou não possui seu valor, visto que, sem uma alma ou espírito, conceitos como vida após a morte e reencarnação não teriam fundamentação. Entretanto, até que ponto o simples fato de eu citar estas evidências, contribuiria para que eu estivesse infringindo a liberdade de religião de um praticante do espiritismo? Até que ponto eu estaria sendo intolerante? Seria isso considerado proselitismo e uma apologia à não-crença no espiritismo? Estaria eu sendo preconceituoso? Atacaria, mesmo que indiretamente o praticante da crença, ao invés da crença em si? Estaria eu desprotegendo os direitos dos indivíduos e, principalmente das minorias, neste caso os praticantes da doutrina espírita, que devem ser garantidos em uma sociedade democrática?


A resposta que me vem à mente a estas indagações, (que talvez sejam de retórica e formuladas com o objetivo de nos fazer refletir, é de que "depende da forma como os argumentos são expostos, da saudável discussão de pontos de vista, ao invés dos ataques àqueles que mesmo diante de bons argumentos se recusam a abandomar seu modo de pensar. Assim como um teísta não deve tachar um ateu de desamoroso, de cruel, de seja lá o que for, um ateu não deveria tachar um "fiel de qualquer tipo" de medroso de perder a fé, de mente fechada, de seja lá o que for, adicionando gracinhas aos comentários de seu oponente no debate. O tom de respeito deve imperar e o limite é a compreensão de que o que havia de ser dito para expressar um ponto de vista foi dito e o que vai além disso "é do iníquo", se é que você me entende...

Esta sua frase resume muito bem o ponto que você levantou:

Fox Mulder escreveu:O que não devemos nunca é confundir liberdade com libertinagem, que é o uso da liberdade sem o bom senso. O mesmo se aplica à liberdade de expresão.


Parabéns.

E quanto a este outro comentário:

Fox Mulder escreveu:Desta forma, pegando como exemplo até mesmo as Testemunhas de Jeová, as mesmas praticam o proselitismo, pois consideram-se a única religião verdadeira e trabalham assiduamente em fazer novos prosélitos, ou membros, por fazê-los adotar uma nova doutrina ou idéia. Sendo que, o contrário também seria verdadeiro. Discutirmos e apontarmos aqui no Forum falhas nas doutrinas das Testemunhas de Jeová é uma coisa válida e salutar. Agora tentar obrigar a alguém, seja membro do Forum ou não, que é Testemunha de Jeová a aceitar a idéia de que a única opção correta e inteligente é deixar de sê-lo, da mesma maneira estaríamos praticando proselitismo, pois estaríamos tentando converter o indivíduo a uma nova doutrina ou idéia. A decisão é pessoal, e o mesmo deverá tomá-la de acordo com as informação que obteu a respeito de suas crenças. Caso o mesmo decida ainda permanecer dentro da organização religiosa Testemunhas de Jeová, sua decisão deverá ser respeitada. Chamá-lo de mentalmente pouco desenvolvido, ou de mente fechada por continuar a ser Testemunha de Jeová, seria, indiretamente, proselitismo e também preconceito. Cada um sabe o que é o melhor para si e existem pessoas que se sentem bem e felizes por serem Testemunhas de Jeová.


Sou grato a você por esse raciocinio cristalino, que me fez refletir e lembrar que eu mesmo cometi excessos aqui, um ontem ao chamar o Ademar46 de cego em relação à Torre de Vigia, a quem aproveito para pedir desculpas.

Muito obrigado.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 05 Abr 2011 22:07
por Fox Mulder
Olá Marujo.

Obrigado pelos elogios. Tenho acompanhado a este tópico durante algum tempo e tentei apenas chamar a atenção da administração/moderação e aos demais membros à respeito de determinados comportamentos que tenho observado no Forum, alguns comportamentos desses infringidos inclusive à criadora do tópico. Para não parecer uma opinião pessoal, procurei me basear nas denifições que expus em meus posts anteriores.

Assim sendo, concordo plenamente com vc nessas suas afirmações:

Marujo escreveu:Se todos aqui fossem se pautar pela constituição do país sobre discriminação e racismo, por exemplo, todos seriamos condenados [...] pois todos em algum momento infringimos as regras de boa convivencia, respeito e tolerancia.


Marujo escreveu:A resposta que me vem à mente a estas indagações, (que talvez sejam de retórica e formuladas com o objetivo de nos fazer refletir, é de que "depende da forma como os argumentos são expostos, da saudável discussão de pontos de vista, ao invés dos ataques àqueles que mesmo diante de bons argumentos se recusam a abandomar seu modo de pensar. Assim como um teísta não deve tachar um ateu de desamoroso, de cruel, de seja lá o que for, um ateu não deveria tachar um "fiel de qualquer tipo" de medroso de perder a fé, de mente fechada, de seja lá o que for, adicionando gracinhas aos comentários de seu oponente no debate. O tom de respeito deve imperar e o limite é a compreensão de que o que havia de ser dito para expressar um ponto de vista foi dito e o que vai além disso "é do iníquo", se é que você me entende...


Acredito que, se todos, sem exceções, agíssemos dessa forma, a convivência no Forum seria muito mais harmônica, e seu conteúdo seria muito mais rico do que já é.

Nesse caso, quem lhe dá os parabéns sou eu.

Um abraço.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Fev 2012 19:35
por J. C. Villardi
Prezados Foristas:
Queria declarar que nada mais neste mundo concernente as atitudes e opiniões emitidas por crentes ou ateus me choca. Eu abandonei a ira e o zelo excessivo pela defesa da minha fé mesmo porque o principal ofendido é o Todo Poderoso, e se ele não tomou nenhuma atitude até o presente momento, não serei eu que irei tomar.
Quanto ao fato de um dos forista ter dito que cospe e vomita na Bíblia, este rapaz para mim é digno de pena. Pois eu mesmo quando era ateu, jamais teria tomado uma atitude destas. E quando iniciei meus estudos sobre religião, em 1978, na Universidade Católica de Petrópolis ( com as TJs so passei a estudar em 1983) passando a entender melhor o que era o cristianismo. De modo algum tomei a iniciativa de cuspir em dois livros que já havia lido (coisa que este rapaz com certeza não fez com qualquer dos três aqui citados). O Capital - Karl Marx (de uma leitura extremamente massante) e A Origem das Espécies - Charles Darwin. Caso este ateu desinformado não saiba, estes livros foram os baluartes da construção do socialismo e do comunismo, que em seus expurgos após a revolução de outubro de 1917 na União Soviética, aliado a reforma cultural maoísta na China, levaram centenas de milhôes à morte por execução e maus tratos. Coisa típica em estados ateístas, conforme podemos comprovar na sua versão mais moderna e atual, na Coréia do Norte, os verdadeiros "Loucos Atômicos", que na falta de opção, deificaram o próprio dirigente de Estado.

Um abraço a todos, inclusive aos ateus. Que para mim na verdade são rebeldes sem causa.

Villardi

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Fev 2012 20:05
por mayhra
A minha atitude atual sobre o embate e provocações entre ateus e crentes é essa: não visito os tópicos que tratam desse embate.
Não sinto falta nenhuma! Só posto e visito os tópicos que realmente me interessam.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 26 Fev 2012 09:09
por cleandro
bem, é simples:

não crê, fica na sua
é crente, fica na sua

não gosta do tópico não posta

pronto, todo mundo vai ficar feliz

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 26 Fev 2012 11:09
por erip
Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida , é que não existe rebeldes sem causa, por um simples motivo que é :

TODA AÇÃO GERA UMA REAÇÃO.

Tudo nessa vida tem um motivo , ou seja , é apoiado por alguma crença., ( sempre é apoiado em alguma crença , e essa crença é apoiada em causas ou motivos)

No caso de ateus e crentes ,ambos tem suas próprias crenças , os ateus acreditam na não existência de Deus, enquanto os crentes acreditam na existência do mesmo , e ambos tem suas crenças fundamentadas em causas, motivos , razões, e etc.



Tive a oportunidade de conviver com pessoas de várias crenças , Católicos , Testemunhas de Jeová, espiritas , evangélicos , agnósticos, ateus e etc...( tenho até um amigo que tem tendência a ser homem bomba , rsrsrsrs)

Sempre tratei como iguais , nunca perguntei para elas , de qual religião elas pertenciam , sempre são elas que se apresentam , em especial os evangélicos e os TJ que anunciam mais rapidamente.

Mas o que eu aprendi com tudo isso ???????


Aprendi a amar as pessoas como elas são, não importando qual seja a crença.

Mas qual o motivo dessa minha decisão ???????

Aprendi que a crença até pode influenciar uma pessoa , mas nunca completamente .o verdadeiro caráter da pessoa pode até ser " maquiado" , mas nunca mudado, pois tem gente que acredita em Deus e faz muitas maldades e outras que fazem o Bem , já vi Ateus fazendo coisas ( de bem ) que jamais vi uma pessoa que se diz cristã fazer.

Também aprendi , que essas crenças mudam com o tempo.

Não tenho exatamente as mesmas crenças que eu tinha a 5 anos atrás , 5 meses atrás ou 5 dias atrás, e não vou ter exatamente essa crença que eu tenho agora, daqui a 5 dias , 5 meses ou daqui a 5 anos .....

O fato é que nossas crenças estão sempre mudando de alguma forma e os motivos ou causas que sustentavam as antigas crenças , vão sendo substituidos por outros e assim sucessivamente . MAS SEMPRE EXISTEM UM MOTIVO OU UMA CAUSA.

Aprendendo tudo isso , me tornei uma pessoa mais tolerante com a crença alheia , ( não importanto qual for essa crença ) pois essa mesma é mutável com o tempo e não muda o verdadeiro caráter da pessoa.

Então , o conselho que eu dou é :

Não deixem que um mero conjunto de crenças atrapalhe a relação de amor que pode brotar no momento em que se consegue reconhecer o " verdadeiro eu " que existe em cada um de vós, pois amanhã esse conjunto de crenças poderá não ser o mesmo de hoje, e a frustração certamente virá no exato momento em que notar que uma grande oportunidade de demonstar seu amor ao próximo foi desperdiçada em vão, simplesmente por querer defender alguma crença que vc acreditava ontem , mas hoje vc não acredita mais.


um forte abraço a todos.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Mar 2012 23:39
por lila
erip escreveu:Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida , é que não existe rebeldes sem causa, por um simples motivo que é :

TODA AÇÃO GERA UMA REAÇÃO.

Tudo nessa vida tem um motivo , ou seja , é apoiado por alguma crença., ( sempre é apoiado em alguma crença , e essa crença é apoiada em causas ou motivos)

No caso de ateus e crentes ,ambos tem suas próprias crenças , os ateus acreditam na não existência de Deus, enquanto os crentes acreditam na existência do mesmo , e ambos tem suas crenças fundamentadas em causas, motivos , razões, e etc.



Tive a oportunidade de conviver com pessoas de várias crenças , Católicos , Testemunhas de Jeová, espiritas , evangélicos , agnósticos, ateus e etc...( tenho até um amigo que tem tendência a ser homem bomba , rsrsrsrs)

Sempre tratei como iguais , nunca perguntei para elas , de qual religião elas pertenciam , sempre são elas que se apresentam , em especial os evangélicos e os TJ que anunciam mais rapidamente.

Mas o que eu aprendi com tudo isso ???????


Aprendi a amar as pessoas como elas são, não importando qual seja a crença.

Mas qual o motivo dessa minha decisão ???????

Aprendi que a crença até pode influenciar uma pessoa , mas nunca completamente .o verdadeiro caráter da pessoa pode até ser " maquiado" , mas nunca mudado, pois tem gente que acredita em Deus e faz muitas maldades e outras que fazem o Bem , já vi Ateus fazendo coisas ( de bem ) que jamais vi uma pessoa que se diz cristã fazer.

Também aprendi , que essas crenças mudam com o tempo.

Não tenho exatamente as mesmas crenças que eu tinha a 5 anos atrás , 5 meses atrás ou 5 dias atrás, e não vou ter exatamente essa crença que eu tenho agora, daqui a 5 dias , 5 meses ou daqui a 5 anos .....

O fato é que nossas crenças estão sempre mudando de alguma forma e os motivos ou causas que sustentavam as antigas crenças , vão sendo substituidos por outros e assim sucessivamente . MAS SEMPRE EXISTEM UM MOTIVO OU UMA CAUSA.

Aprendendo tudo isso , me tornei uma pessoa mais tolerante com a crença alheia , ( não importanto qual for essa crença ) pois essa mesma é mutável com o tempo e não muda o verdadeiro caráter da pessoa.

Então , o conselho que eu dou é :

Não deixem que um mero conjunto de crenças atrapalhe a relação de amor que pode brotar no momento em que se consegue reconhecer o " verdadeiro eu " que existe em cada um de vós, pois amanhã esse conjunto de crenças poderá não ser o mesmo de hoje, e a frustração certamente virá no exato momento em que notar que uma grande oportunidade de demonstar seu amor ao próximo foi desperdiçada em vão, simplesmente por querer defender alguma crença que vc acreditava ontem , mas hoje vc não acredita mais.


um forte abraço a todos.






Acho que esse foi um dos seus melhores comentários, sempre podemos falar a nossa opinião desde que respeitemos a alheia e aos outros, não digo que eu seja 100% assim mas sempre tento melhorar

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Jul 2012 08:18
por wlifeson
Se ele existe, minha luta é 90% contra ele e 10% contra a Torre.

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Jul 2012 09:01
por kooboo
wlifeson escreveu:Se ele existe, minha luta é 90% contra ele e 10% contra a Torre.


Ok, e considerando que o tal Jeová da Torre não existe, como fica sua luta? rsrs

Re: Luta contra a Torre ou luta contra Deus?

Nova mensagemEnviado: 25 Jul 2012 09:19
por wlifeson
kooboo escreveu:
wlifeson escreveu:Se ele existe, minha luta é 90% contra ele e 10% contra a Torre.


Ok, e considerando que o tal Jeová da Torre não existe, como fica sua luta? rsrs


Ai sou obrigado a inverter.... kkkkkkkkkkk